log 14.jpg

PODEMOS AJUDAR CONSTRUIR  UMA BASE  PARA SUA VIDA EMOCIONAL  

"Com sabedoria se constrói uma casa, e com inteligência ela se consolida. Mediante discernimento seus cômodos são mobiliados com todo tipo de bens preciosos e agradáveis."   

  Provérbios 24:3

 

Somos uma família  do setor de construção e reconstrução de vidas. Ensinamos  todas as etapas do projeto desde a fundação ao acabamento,  respeitando as técnicas construtivas e as normas técnicas vigentes na Bíblia Sagrada. 

 

Alguns serviços                                             

O QUE OFERECEMOS

SABEDORIA

EMPREENDEDORISMO

 

A palavra empreendedor (entrepreneur) surgiu na França por volta dos séculos XVII e XVIII, com o objetivo de designar aquelas pessoas ousadas que estimulavam o progresso econômico, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora de se dedicar às atividades de organizaçao, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimento e bens em novos produtos, mercadorias ou serviços.

 

Peter Ferdinand Drucker, considerado ´´ " pai  da administração moderna", descreve os

empreendedores como aqueles que aproveitam as oportunidades para criar as mudanças.

 

Não podemos falar de administração, sem lembrarmos de José, filho de Jacó.

(Gênesis 37:5 a 11).

 

Um homem que aos 17 anos, por ter contado um sonho aos irmãos, foi colocado em um poço, depois vendido como escravo para os Midianitas e Ismaelitas, sendo descoberto por Potifar como mordomo  de seus bens e toda sua casa. (Gn 39: 2 à 6).

 

Tempos depois, por calúnia, foi parar em um cárcere, mesmo em situação aparente desfavorável, foi reconhecido pelo carcereiro para um cargo de supervisão.

(Gn 39:14 à 23).

 

Perseverante (uma característica),  pediu para o copeiro  lembrar dele quando estivesse diante do rei. 

(Gn 40: 14 e 15). 

 

Ele sabia que estava sendo útil,  porém aquele não era o seu lugar, nem o seu sonho.

 

Dois anos depois, o copeiro lembrou e falou de  José para Faraó. 

(Gn 41:16 a 32). 

 

José mostrou-lhe a situação  e disse-lhe que só pessoas  capacitadas poderiam resolver (Ge 41:32 a 36).

Logo depois apresentou, de modo administrativo, como  deveria ser feito.

Faraó, então compreendo que ele, José, era  essa pessoa, entregando-lhe  autoridade sobre toda a terra do Egito. (Ge 41: 39 a 44).

Durante os sete anos de fartura e os sete anos de seca, José buscou estratégias e foi bem sucedido. (42:06)(47:13 a 26) (41:48,49,54 a 57).

Glorificando Deus em tudo. Gn(45:7e8) (50:20)

 

 

CONHECIMENTO

JESUS, SIMPLESMENTE JESUS 

 

 

”No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus, e o mundo foi feito por intermédio dele. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade.

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. (João cap. I)

 

Como diz o texto, Jesus, veio para os judeus mais eles o rejeitaram. Jesus o Messias prometido ao  povo escolhido,  não foi reconhecido pelos judeus. Jesus que veio para libertar o homem dos seus temores, libertar da opressão do pecado. Jesus que veio para substituir o sumo sacerdote e o sacrifício de animais.  

 

Jesus o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! Jesus que veio para cumprir um reino espiritual não um terreno. 

 

Do judaísmo nasce o cristianismo.

” Porque a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”. Os gentios que  antes eram politeístas servindo a toda sorte de ídolos (grego-romano), passaram  a crer adorar e servir a um único Deus (O Deus de Moisés, Abraão, Jacó, Davi…), através da pregação de Jesus e dos apóstolos.

 

No ano 300 d.C.  através do Imperio Romano agregando práticas

judaica-cristã, nasceu a Bíblia Sagrada,   na junção dos pergaminhos e da Septuaginta,  com relatos dos Judeus  e  relatos das cartas dos  Apóstolos. 

 

 

CONCLUSÃO 

Vários pensamentos  foram defendidos por teólogos em relação a divindade, autenticidade  das escrituras,  a ligação de Deus com Cristo, a  trindade e o pecado original, foram temas  discutidos,  rebatidos e aceitos por muitos até hoje.  

Práticas judaicas foram deixadas de lado fixando  os olhos nos relatos dos apóstolos que falaram de vida santificada em Cristo, muitos Teólogos  precipitadamente arriscavam comentários sobre o pecado e a graça, outros aprofundados em detalhes tentavam se aproximar ao máximo daquilo que poderia ser a verdade de Deus revelada para uma vida santa e pura,  buscando nas escrituras a maneira mais correta de viver segundo a vontade de  Deus.

Deus  que era privilégio de um grupo (Judeus), passou

ser adorado por todos que nEle crê e confessa Jesus como único e suficiente Salvador.  

premio.png
EXCELÊNCIA EM CONSTRUÇÃO

 

Do básico ao acabamento, nossos serviços são de excelência com a regra de Fé e prática  para tudo dar certo.

seguranca.png
SEGURANÇA

Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que  estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.

Mateus 28:20

sustentavel.png
CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

 

Nossa construção é em harmonia com o meio ambiente. Amenizamos ao máximo os impactos à natureza.

RESTAURAÇÃO

 

JÓ VENCEU O MAL COM BEM

 

Conta a Bíblia que havia um homem, cujo o nome era Jó, homem reto, temente a Deus e que se desviava do mal. 

 

Certo dia os filhos de Deus se apresentaram perante sua face e estava entre eles, também, alguém muito mal intencionado.

 (1:6 à 10 /2: 1 à 8).

 

A história começou quando  "esse  tal", pediu a Deus que tirasse todos os benefícios de Jó, daí provasse sua fidelidade. (1: 11 e 12).

 

Assim, Deus decretou,  a ponto de Jó ficar ali, prostrado restando  apenas a sua mulher que disse:

Amaldiçoa a Deus e morre.

Chegando então três “amigos“, ficaram com ele.  Depois de alguns

dias começaram seus discursos.

 

Muitas cobranças foram feitas a Jó. Queriam que ele confessasse uma suposta culpa pelo acontecido.

 

Acusavam mais que consolavam.

Ao se defender,  Jó disse no cap. 16:1 à 4, que eles eram consoladores molestos, que não tinham fim as palavras ao vento. (Ver: 30 : 24 e 25).

 

No final, Deus apareceu falando de Sua grandiosidade e infinita soberania, disse aos amigos de Jó que eles não falaram o que deveriam, como Jó fez. 

 

Jó orou por seus amigos,  com certeza, pedindo perdão a Deus pelo erro que cometeram. (42: 7, 8 e 9).

 

Então, mudou o Senhor a sorte de Jó, quando ele orava, e deu o Senhor a Jó o dobro de tudo o que antes possuíra.

 

 

 

SAÚDE

 

O Décimo mandamento

 

Católicos, Espíritas, Umbandistas, Cristãos, Pentecostais, Tradicionais, Gnósticos, Esotéricos, Céticos  e seguidores de toda e qualquer religião, com certeza são conhecedores do décimo mandamento, que diz: “Não cobiçaras coisa alguma do seu próximo…“. 

 

Sabemos que não cobiçar é não querer possuir, não sentir desejo de ter ou estar com algo pertencente a outrem.

 

O décimo mandamento fala que mesmo quando algo parece melhor ou mais atraente, devemos entender que já pertence a outra pessoa e temos que respeitar o direito do próximo em possuir algo que ele conquistou por seus méritos.

 

Cumprimos tantas leis e nos

esquecemos que o respeito aquilo que é do próximo deve estar em primeiro plano em nossas vidas, fazendo isso não seremos chamados de invejosos, palavra definida como alguém que por não ter competência em obter ou fazer algo,  passa a almejar o lugar do outro. 

 

Cada ser tem a sua porção aqui na terra, busquemos o que realmente nos pertence , assim estaremos cumprindo em suma os mandamentos da lei de Deus.

 

” Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo” .

Mateus 22: 36 à 40.

 

 

PROSPERIDADE

 

O SILÊNCIO DE DEUS

 

"Quando passamos por momentos difíceis nos perguntamos onde estará DEUS é aí que devemos lembrar que, 

é durante a prova que o professor fica em SILÊNCIO”.

 

Não podemos negar a verdade, quanto a esta afirmação.

 

Em uma sala de aula, ou em um ensino AD,  o conteúdo é 

passado por um  professor que fica  em silêncio  na hora da avaliação

para saber se o aluno absorveu o que foi aplicado,   é na hora da prova que o aluno  tem a oportunidade de mostrar 

seu conhecimento, sua habilidade, aquilo que aprendeu durante a aula. 

 

Da mesma forma Deus age, como um professor que ensinou,

que mostrou o caminho a seguir, que deu o livro da vida (a Bíblia) alimentando-nos  

com a palavra viva e eficaz, apta para discernir pensamentos e 

intenções  do coração, boa para ensinar, corrigir  e instruir em 

juízo.  

 

Quando  o  que chamamos de  provas,

ou Provações da vida chegarem,  Ele (Deus) em silêncio irá avaliar  nossa 

maturidade, nosso conhecimento, nosso aprendizado.  

 

Só lamentaremos se não

tivermos tido o cuidado de estudarmos a matéria para estarmos preparados no 

dia da avaliação.